Conselho das Finanças Públicas alerta para "riscos acrescidos" para 2019-22

Análise ao Programa de Estabilidade apresentado esta sexta-feira

O Conselho das Finanças Públicas considerou esta sexta-feira que as previsões para 2018 do Governo, incluídas no Plano de Estabilidade (PEC), estão em linha com o cenário provável para a economia portuguesa, mas alerta para os riscos que existem relativamente ao período seguinte, 2019-22

"Ainda que enquadradas dentro do limite de previsões prováveis", escreve em comunicado o organismo liderado por Teodora Cardoso, as previsões do PEC para o ano de 2019 e seguintes "contemplam riscos descendentes acrescidos para o crescimento da economia".

Já quanto ao corrente ano, o CFP considera que "as previsões se enquadram num cenário mais provável para a economia portuguesa, tendo em conta a informação mais atual disponível".

Leia aqui na íntegra o parecer do Conselho das Finanças Públicas

Exclusivos