Concursos de obras públicas sobem 59% nos primeiros sete meses do ano

Até final de julho, os contratos celebrados no âmbito dos concursos de empreitadas de obras públicas situaram-se nos 1.028 milhões de euros.

Os concursos de obras públicas lançados até julho aumentaram em 59%, face a igual período de 2018, para 2.449 milhões de euros, enquanto os contratos celebrados subiram 15% para 1.028 milhões de euros, informou hoje a AICCOPN.

Nos primeiros sete meses deste ano, "35,2% dos anúncios [dos concursos de obras públicas] dizem respeito a contratos com um preço base valor igual ou superior a 25 milhões de euros, relativos a projetos associados, sobretudo, a ferrovias, portos e linhas de metro", lê-se na edição de abril do Barómetro das Obras Públicas da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN).

Até final de julho, os contratos celebrados no âmbito dos concursos de empreitadas de obras públicas situaram-se nos 1.028 milhões de euros, representando 41,6% do montante de concursos públicos lançados no mesmo período.

Já os contratos de empreitadas celebrados por ajustes diretos caíram 32% em termos homólogos, para 206 milhões de euros, refere a AICCOPN, indicando que, no total, os contratos de obras públicas celebrados até julho atingiram os 1.304 milhões de euros, mais 1% que o observado no ano passado.

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.