CFP. Défice deste ano pode deslizar até 0,7% por causa do Novo Banco

Soma e segue. No pior cenário, fatura para os contribuintes pode chegar a 850 milhões em 2020, verba que repete em 2021, mais 249 milhões em 2022.

"Depois do impacto negativo no saldo orçamental público de 792 milhões de euros ocorrido em 2018 (0,4% do produto interno bruto ou PIB), a informação mais recente avançada pelo Novo Banco (NB), sujeita ainda escrutínio e validação por uma entidade independente", aponta para um esforço adicional de mais 1149 milhões de euros em 2019, diz o Conselho das Finanças Públicas (CFP).

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG