Casa Branca preocupada com abordagem "unilateral" após decisão da UE sobre Apple

Administração Obama mostrou-se preocupada com o que considera uma decisão que pode prejudicar os avanços alcançados para um sistema fiscal justo

A Casa Branca manifestou esta terça-feira preocupação com uma abordagem "unilateral" de questões fiscais, após a decisão da Comissão Europeia de exigir à empresa norte-americana Apple o pagamento à Irlanda de 13 mil milhões de euros em impostos.

"Estamos preocupados com uma abordagem unilateral que pode prejudicar os avanços alcançados em conjunto com os europeus para um sistema fiscal internacional justo", declarou Josh Earnest, porta-voz do presidente Barack Obama.

"Quando se diz justo, isso aplica-se tanto aos contribuintes como às empresas que fazem negócios em todo o mundo", acrescentou.

A Comissão Europeia concluiu hoje que a Irlanda concedeu benefícios fiscais ilegais à Apple, ordenando a Dublin que recupere 13 mil milhões de euros junto da empresa tecnológica norte-americana por impostos não cobrados entre 2003 e 2014.

"A investigação da Comissão concluiu que a Irlanda concedeu vantagens fiscais ilegais à Apple, o que lhe permitiu pagar substancialmente menos impostos do que outras empresas ao longo de muitos anos", disse a comissária europeia para a Concorrência, Margrethe Vestager.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG