Caldeira Cabral quer mais pessoas a trabalhar todo o ano no turismo

Caldeira Cabral defende que o "turismo tem de ser bom para todos, para empresários, trabalhadores e população que está à volta a beneficiar"

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, reforçou esta terça-feira que o combate à sazonalidade no turismo é uma das prioridades do Governo e afirmou que o objetivo é haver mais pessoas a trabalhar o ano inteiro.

"Temos de ter em conta a especificidade do setor, mas também o que queremos é que haja mais trabalhadores a trabalhar o ano inteiro em turismo. Essa é uma maneira de valorizar o turismo e de dar mais estabilidade e rendimento aos trabalhadores", disse Caldeira Cabral, durante uma intervenção na III Cimeira do Turismo Português, que decorre esta terça-feira no Museu do Oriente, em Lisboa, com o tema Turismo em Movimento.

O ministro respondia a uma questão sobre a necessidade de flexibilizar a contratação no setor, depois do presidente da Confederação do Turismo Português, Francisco Calheiros, ter considerado essencial uma "legislação laboral ajustada às especificidades do turismo, a contratação a termo e outras formas flexíveis de contratação para fazer face à sazonalidade".

Caldeira Cabral afirmou ainda: "[O turismo] tem de ser bom para todos, para empresários, trabalhadores e população que está à volta a beneficiar".

Já à margem do evento, o ministro disse que "é extremamente importante" contrariar a sazonalidade "para garantir a rentabilidade e a melhoria da qualidade do setor e que o setor aposta ainda mais na valorização dos trabalhadores".

À porta do evento decorreu uma manifestação de dirigentes e delegados sindicais da Federação dos Sindicatos de Agricultura, Alimentação, Bebidas, Hotelaria e Turismo de Portugal (Fesaht), para contestar a politica do Governo para o setor.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG