Bolsonaro volta a pedir retirada de campanha. Agora do Banco do Brasil

É a quarta ação de comunicação, envolvendo instituições públicas, que foram retiradas pelo Governo por discordar do conteúdo

Uma campanha publicitária do Banco do Brasil dirigida ao público jovem, divulgando a abertura de conta através do telemóvel, foi retirada do ar a pedido do presidente Jair Bolsonaro. A situação levou à saída do diretor de comunicação e marketing do banco. É a quarta ação de comunicação de uma instituição pública retirada do ar a pedido do Governo de Bolsonaro por discordar do seu conteúdo.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG