Sete colaboradores, um milhão em salários e 69 milhões investidos a prazo

BES reclama 1,3 milhões de euros ao fisco já que Estado está a reter todos os reembolsos fiscais ao banco mau. Decisão foi entretanto suspensa

O Banco Espírito Santo (BES), onde ficaram os ativos tóxicos do Grupo Espírito Santo após a criação do Novo Banco, gastou um milhão de euros em salários em 2015 com os sete trabalhadores que ao todo vão assegurando a gestão desta instituição, mostra o relatório e contas do BES agora divulgado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG