Banco Nacional de Angola quer implementar sistema de dinheiro digital em todo o país

O Banco Nacional de Angola (BNA) lançou um pedido de informação com vista a selecionar a empresa que será responsável pelo Sistema de Transferências Móveis e Instantâneas ('mobile money') a implementar em Angola.

"Existindo já uma rede de telecomunicações móveis bastante consolidada no mercado angolano, o Banco Nacional de Angola pretende implementar um Sistema de Transferências Móveis e Instantâneas (STMI), que esteja disponível em todo o território angolano e acessível a toda população, vulgarmente conhecido como Mobile Money", justifica o regulador no seu site.

A abertura dos pedidos de informação destina-se à elaboração de um pedido de proposta (RFP) para escolha do operador tecnológico da entidade que será responsável pela gestão tecnológica do STMI, que terá de ser uma sociedade operadora de sistema de pagamentos sediada em Angola.

O sistema de pagamentos em Angola assenta atualmente na utilização de quatro instrumentos de pagamentos escriturais (cheques, cartões de pagamento, transferências a crédito e débitos diretos) e é composto por quatro subsistemas interbancários, um sistema de pagamentos de grandes montantes e um subsistema de liquidação de títulos.

Os interessados terão de dar resposta ao pedido de informação do BNA até ao dia 10 de junho de 2020.

O pedido de proposta será lançado pelo BNA em 24 de junho com prazo de resposta até 31 de julho.

Em agosto decorrerão visitas e demonstrações no local, estando prevista a decisão do processo de seleção para setembro de 2020.

Com o pedido de informação, o BNA pretende obter informações tendentes a orientar a "seleção de uma empresa sólida, de reconhecida idoneidade e experiência na gestão e operação" deste tipo de sistemas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG