Começam a parar os autocarros que ligam Margem Sul a Lisboa por falta de combustível

A transportadora diz que está a fazer mudanças nas rotas para ligar os autocarros às estações de comboio, metro e até aos cais da Transtejo/Soflusa.

A greve de combustíveis já está a afetar o serviço de autocarros da TST - Transportes Sul do Tejo. A empresa já está a suprimir autocarros na Margem Sul do Tejo por falta de gasóleo. "Devido à falta de combustível, informa-se que a TST já se encontra a suprimir serviços. Os serviços da TST irão sendo progressivamente reduzidos ou suprimidos, à medida que as reservas de combustível da empresa se forem esgotando", informa a empresa detida pela Arriva em nota enviada ao Dinheiro Vivo.

A transportadora diz ainda que está a fazer mudanças nas rotas para ligar os autocarros às estações de comboio, metro e até aos cais da Transtejo/Soflusa. "No sentido de minimizar os impactos na mobilidade dos nossos clientes, alguns serviços da TST serão alterados de modo a fazer ligação a outros operadores de transporte (Fertagus, CP, MTS e Transtejo / Soflusa)". A informação foi confirmada pelo Dinheiro Vivo junto de fonte oficial da TST, depois de esta informação ter sido adiantada por Luís Cabaço Martins, presidente da Antrop, a associação que reúne as transportadoras de autocarros. Já na terça-feira, a transportadora tinha avisado que "poderão vir a ocorrer algumas perturbações na realização dos nossos serviços até que seja restabelecido o abastecimento de combustível".

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG