Amazon. O gigante do comércio eletrónico que sonha com outros voos

Não é só a Google que quer uma fatia do sucesso do turismo. Depois de ter falhado na reserva de hotéis, a Amazon avança para a reserva de voos.

A Amazon, a gigante norte-americana do comércio eletrónico, não desistiu de entrar no lucrativo mundo das viagens turísticas, mesmo depois da tentativa falhada no mercado das reservas de hotéis. Há um ano, a Morgan Stanley alertava para uma eventual entrada da gigante tecnológica no turismo. E o passo acabou de ser dado: já é possível reservar voos domésticos na Índia através da retalhista.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG