Alterações ao Orçamento do Estado custaram mais 200 milhões de euros

A meta para o défice de 2018 deverá ser revista em alta, de 1% para 1,1%, por causa do impacto das medidas com os incêndios.

As alterações ao Orçamento do Estado aprovadas na especialidade custaram 200,7 milhões de euros e equivalem a 0,1 pontos percentuais. A conclusão é da UTAO Unidade Técnica de Apoio Orçamental, que quantificou o impacto financeiro das 217 propostas viabilizadas durante a fase de discussão do Orçamento na especialidade.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG