Alerta de fraude. Há pessoas a fingir serem funcionários da Segurança Social

A fraude acontece sobretudo nas zonas rurais e isoladas, com os burlões a abordarem sobretudo idosos, prometendo prémios ou ameaçando com multas

A Segurança Social está a alertar para situações de fraude e roubo por pessoas que se fazem passar por funcionários que prometem prémios, induzindo as pessoas a mostrarem o dinheiro que têm em casa.

"Estas situações decorrem normalmente de contactos porta a porta, especialmente junto de pessoas idosas residentes em zonas mais isoladas", indica o Instituto da Segurança Social (ISS).

O ISS exemplifica casos em que "os indivíduos iludem os cidadãos sobre existência de prémios e, alegando falsos pretextos para entrega do valor em causa, induzem as pessoas a mostrar o dinheiro de que dispõem nas suas habitações para visualizarem o número de série das notas, como condição para atribuição do mesmo".

Mas este é apenas um dos estratagemas utilizados pelos burlões. "São ainda conhecidas outras situações como de cobrança de valores indevidamente pagos, decorrentes de pensões ou outras prestações da Segurança Social ou ainda de contactos em que os indivíduos dizem ser fiscais ou inspetores da Segurança Social, os quais referem que os cidadãos foram "multados" levando-os a mostrarem o dinheiro que têm nas suas habitações ou até mesmo a fazer levantamentos de Multibanco, para pagamento dos valores em dívida", indica o comunicado da Segurança Social.

O ISS esclarece "não atribui prémios ou gratificações" e ainda que "os funcionários da Segurança Social não se dirigem a casa das pessoas no sentido de solicitar ou cobrar qualquer montante monetário ou outro valor pessoal".

A Segurança Social recomenda que as pessoas devem "contactar de imediato as forças policiais sempre que indivíduos se dirijam à sua habitação, em nome da Segurança Social, a solicitar dinheiro ou a cobrar valores em dívida".

jornalista do Dinheiro Vivo

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG