150 milhões. Novos escalões de IRS aliviam famílias menos que o antecipado

Revisões desde 2018 representam alívio acima de 500 milhões, segundo o governo.

O desdobramento dos 3º e 6º escalões de IRS vai devolver às famílias 150 milhões de euros, menos 50 milhões de euros do que se antecipava, de acordo com os documentos da proposta de lei do Orçamento do Estado para 2022 entregue nesta segunda-feira no parlamento.

Na documentação que apresenta a proposta, o governo refere que os dois novos escalões previstos para o IRS vão tornar o imposto "mais progressivo e, portanto, mais justo, devolvendo às famílias um montante total de 150 milhões de euros por ano".

Em conjunto com a revisão já feita em 2018 - com passagem então de cinco a oito escalões, com incidência nos escalões mais baixos de rendimento - as alterações realizadas resultarão num "alívio fiscal de mais de 500 milhões de euros para as famílias", acrescenta.

A medida de redução de IRS com novo desdobramento alarga para nove os escalões do imposto, estando pensada desde há dois anos, mas acabando por não se concretizar até aqui. Previa-se então um alívio de 200 milhões de euros para as famílias.

Leia as atualizações a esta notícia no Dinheiro Vivo

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG