Villas-Boas volta a participar na Baja Portalegre e espera voltar a treinar em junho de 2019

Treinador que foi campeão no FC Porto vai conduzir uma moto KTM e tem como objetivo chegar ao fim da prova todo-o-terreno.

Dois anos depois, André Villas-Boas regressa esta sexta-feira às provas de todo-o-terreno, na Baja Portalegre 500, ao volante de uma moto KTM. Na estreia realizou apenas a prova de promoção, mas desta vez vai aventurar-se na totalidade do percurso.

"Quando cá estive a primeira vez, fiquei com a sensação de que poderia ter chegado mais longe, ou seja, fazer mais quilómetros, daí que agora optei pela prova completa. O objetivo é chegar ao fim, gerir o ritmo e divertir-me", referiu ao site oficial da prova o ex-treinador do FC Porto, Chelsea e Tottenham, que está fora do meio do futebol há cerca de um ano, depois de ter deixado os chineses do Shangai SIPG, e que no passado chegou a participar no rali Dakar.

Villas-Boas, contudo, garantiu que voltar ao futebol continua a ser uma prioridade: "Claro que o futebol não está colocado de lado, e embora seja habitual o mercado agitar-se no mês de janeiro, em princípio só em junho de 2019 deverei voltar ao ativo, a não ser, embora nunca haja certezas, que surja algo de muito importante. Portanto, agora tenho que carregar baterias com este bicho antes de voltar ao futebol. Há que desfrutar destas coisas, porque será impossível fazê-lo quando voltar ao ativo na minha profissão."

Apesar de não dar 100% de certezas, o treinador adintou que em princípio está colocada de parte a possibilidade de participar no Dakar deste ano. "Eu sou purista e para mim o facto d oe Dakar decorrer apenas num país [Peru], como sucederá na próxima edição, faz pouco sentido, fica demasiado comercial. Depois do acidente que sofri em janeiro último, o facto de agora mais de 70% do traçado ser de areia e dunas, ainda me deixa mais reticente quanto a uma possível participação", confessou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG