Van Dijk apurou a Holanda. E a seguir consolou o árbitro

O defesa central do Liverpool e capitão da Holanda marcou o golo que traz a Holanda a Portugal para a final four da Liga das Nações. Mas o seu gesto para com o árbitro, momentos depois, não passou despercebido.

O árbitro Ovidiu Hategan viveu um dos piores dias da vida na segunda-feira. Ao intervalo do jogo entre a Alemanha e a Holanda para a Liga das Nações soube da morte da mãe. A equipa de arbitragem, no entanto, decidiu que Hategan, de 38 anos, se mantivesse a apitar a partida.

No final, após o golo do empate marcado pelo defesa central Virgil van Dijk, que deu a passagem da seleção holandesa à final four, alguns jogadores foram de imediato cumprimentar o árbitro. Entre os futebolistas destacou-se o gesto do capitão holandês, que abraçou e emitiu palavras de conforto a Hadegan.

"Estava a chorar porque a mãe acabara de morrer. Dei-lhe o meu apoio e disse que tinha apitado bem. Não foi nada de mais, mas espero que tenha ajudado", disse no final van Dijk.

O gesto de Virgil van Dijk foi muito elogiado nas redes sociais.

Outro gesto que mereceu comentários positivos foi quando van Dijk emprestou o casaco à criança que o acompanhou na entrada da partida.

"Capitão van Dijk lidera dando o exemplo", elogia o canal da Laranja Mecânica:

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG