UEFA processa FC Porto por racismo

Em causa um alegado ato de racismo durante jogo contra Young Boys

A UEFA abriu um processo disciplinar ao jogo FC Porto-Young Boys, da última quinta-feira, que terminou com a vitória dos dragões por 2-1, de forma a averiguar se se registaram atos racistas por parte dos adeptos do FC Porto durante o embate contra os helvéticos, concretamente nos momentos antes da marcação de uma grande penalidade, apontada pelo camaronês Jean-Pierre N'Same. A informação foi revelada pela própria UEFA ao Plataforma.

"Foram abertos procedimentos disciplinares após o jogo entre FC Porto e Young Boys. As acusações contra o FC Porto são de comportamento racista (cânticos), de acordo com o artigo 14 do regulamento disciplinar da UEFA. O Comité de Controlo, Ética e Disciplina irá discutir este caso no próximo dia 26 de setembro", revelou o departamento de comunicação ao Plataforma.

Refira-se que também o Young Boys já tinha confirmado ao Plataforma que irá discutir este fim de semana se avança também com queixa contra os dragões.

Gonçalo Lopes é jornalista do Plataforma

Exclusivos