Tondela salva-se e desce o Desp. Chaves

Equipa de Trás os Montes voltou a descer de divisão e vai jogar a II Liga.

O Tondela safou-se. A equipa de Pepa fez por merecer a permanência no último jogo do campeonato 2018-19 e venceu o Chaves, que assim desce de divisão após três anos na I Liga.

No jogo de todas as decisões, o Tondela impôs-se com autoridade aos flavienses e venceram, por 5-2, garantindo a permanência no principal escalão do futebol português

Em desvantagem no confronto direto, o Tondela chegou a estar a vencer por 4-0, com golos do brasileiro Ícaro, aos quatro minutos, de João Pedro, aos nove, do venezuelano Jhon Murillo, aos 16, e Tomané, aos 28.

O brasileiro Platiny, aos 38, e o sérvio Maras, aos 45+2, ainda reduziram na primeira parte para os transmontanos, antes de Jhon Murillo 'bisar', aos 77, assegurando a permanência da formação tondelense, que terminou o campeonato no 15.º lugar, com 35 pontos, mais três do que o Desportivo de Chaves.

Com este desaire, o Desp. Chaves de José Mota foi relegado para a II Liga, tal como Nacional e Feirense, enquanto Paços de Ferreira e Famalicão asseguraram o regresso ao principal escalão, juntamente com o reintegrado Gil Vicente.

Reações

PEPA: "Agradecer à direção do Tondela, porque não foi fácil o Pepa ficar aqui esta época. Ao longo da época o presidente nunca abanou, teve sempre a coragem de manter o treinador e sabemos bem que a quente a vontade é mudar. Aí estou grato à direção por ter acreditado. Por último aos adeptos das duas equipas. Por muito feliz que esteja, sei que do outro lado há uma tristeza muito grande."

JOSÉ MOTA: " Foram talvez os piores 30 minutos da minha carreira. O adversário acabou por confirmar o que fizemos: uma grande apatia nas bolas paradas, apatia nas segundas bolas, apatia geral em termos de equipa, não pode acontecer."