Tiago Fernandes em lágrimas: "Não posso decidir o meu futuro, não sei qual vai ser"

Treinador interino do Sporting analisou a vitória deste domingo do Sporting na receção ao Desp. Chaves e justificou as lágrimas após a partida

Tiago Fernandes despediu-se do cargo de treinador interino do Sporting em lágrimas, após a vitória sobre o Desp. Chaves. "Escolhi esta profissão e sei que não posso decidir o meu futuro, não sei qual vai ser. Estou feliz no Sporting e sinto-me honrado. Em três jogos consegui duas vitórias na I Liga e um empate em casa do Arsenal, para a Liga Europa. Os adeptos estão gratos por aquilo que tenho mostrado e isso deixa-me feliz. Estava emocionado no final, é normal, quando ouço o estádio a gritar o meu nome não dá para ficar indiferente", justificou, na zona de entrevistas rápidas da Sport TV.

"O importante agora é o novo treinador dar seguimento aos bons resultados. Não sei ainda qual vai ser o futuro, vou reunir com a direção e ver o que é melhor para todos. Mas tudo o que fiz foi porque os jogadores são fantásticos. Os resultados que conseguimos em conjunto deixam-me orgulhoso e feliz quanto ao meu futuro enquanto treinador", acrescentou o antigo treinador dos juniores leoninos e ex-adjunto de José Peseiro.

Sobre o jogo, o filho da glória sportinguista Manuel Fernandes reconhece que o Sporing podia "ter feito mais". "O importante agora é o novo treinador dar seguimento aos bons resultados. Não sei ainda qual vai ser o futuro, vou reunir com a direção e ver o que é melhor para todos. Mas tudo o que fiz foi porque os jogadores são fantásticos. Os resultados que conseguimos em conjunto deixam-me orgulhoso e feliz quanto ao meu futuro enquanto treinador", analisou, considerando que o penálti que deu o 2-1 aos leões "é mais do que justo".

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG