Teste positivo ao covid-19 impediu guarda-redes do Famalicão de jogar

Rafael Defendi recebeu de manhã um resultado inconclusivo, mas um segundo teste revelou estar infetado. O atleta falhou o jogo em que os famalicenses venceram o Gil Vicente, por 3-1.

Rafael Defendi, guarda-redes do Famalicão, foi impedido de jogar esta terça-feira no jogo de abertura da 26.ª jornada da I Liga, em Barcelos, com o Gil Vicente, porque o seu teste à covid-19 foi positivo.

O jogador foi testado na segunda-feira, menos de 24 horas antes da partida, mas o resultado foi inconclusivo, pelo que foi submetido a um novo teste, que desta feita confirmou a infeção. Uma versão confirmada pelo próprio departamento clínico do Famalicão no final da partida, em Barcelos, na qual a equipa de João Pedro Sousa venceu o Gil Vicente por 3-1.

Defendi foi o dono da baliza no jogo da jornada anterior, com o FC Porto, que os famalicenses venceram por 2-1. Esta foi a segunda vez que o guarda-redes teve um teste positivo, uma vez que no início de maio foi um dos cinco jogadores infetados no plantel do Famalicão, tendo posteriormente sido dado como curado.

Foi assim sem o guarda-redes brasileiro que o Famalicão igualou o Sporting no quarto lugar da tabela, somando o segundo triunfo consecutivo nesta fase de retoma da I Liga. A equipa de João Pedro Sousa chegou ao intervalo a vencer por 2-0, graças a um penálti marcado por Fábio Martins e a um golo de Diogo Gonçalves.

No segundo tempo, Hugo Vieira reduziu para o Gil Vicente, mas nos instantes finais um autogolo de Edwin Banguera confirmou o triunfo dos famalicenses.

Veja os melhores momentos da partida:

*Artigo atualizado às 00.10 horas

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG