Sporting repudia cânticos de "Alcochete sempre" na chegada aos Açores

O Sporting repudiou no domingo o "ataque" à equipa de futebol, em Ponta Delgada, onde vai defrontar esta segunda-feira o Santa Clara, em jogo da 14.ª jornada da I Liga.

"O Sporting repudia mais um ataque feito à sua equipa de futebol profissional, hoje nos Açores, em linha com outros ataques feitos desde o início da época. Cânticos de 'Alcochete sempre', com gente outra vez de cara tapada, depois de vários atletas terem ido depor a tribunal e quando outros ainda terão que ir a tribunal é uma vergonha e uma manobra de coação", lê-se no comunicado dos leões.

O clube verde e branco considera que "louvar, promover, glorificar o dia mais negro da história do Sporting, em cânticos, é um incitamento à violência e ao ódio".

"E, além de ser chocante para os nossos atletas, para os nossos sócios, não é já apenas um problema do Sporting, é também um problema do futebol português, é também um problema do Estado Português e não há mais tempo, nem mais pretextos, para que se continue a assobiar para o lado perante as evidências e perante os gravíssimos sinais que todos podem observar", prossegue o mesmo comunicado.

A finalizar a mensagem, o Sporting "apela aos seus sócios, à sua massa associativa, para que apoiem os seus atletas, as suas equipas, em todos os campos, em todos os pavilhões, porque os nossos atletas precisam e muito do apoio de quem é mesmo, genuinamente, do Sporting".

"Não desistiremos de lutar pelos valores do Sporting Clube de Portugal e do desporto. Não recuaremos nunca perante a ameaça, a agressão, o ódio, contra o Sporting Clube de Portugal e contra os seus", rematou o Sporting.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG