Sérgio Conceição: "O treinador está no banco para ajudar e hoje eu errei"

O treinador do FC Porto assumiu a responsabilidade pelo sofrimento portista depois de ter estado com uma vantagem de dois golos. António Folha, treinador do Portimonense, admitiu que "custa muito" perder nos instantes finais da partida.

Sérgio Conceição assumiu a responsabilidade pelo sofrimento por que o FC Porto teve de passar para vencer o Portimonense, por 3-2, no último lance da partida e fê-lo através de uma declaração curiosa: "Às vezes o treinador complica o jogo e eu compliquei. Quem entende de futebol percebe o que estou a dizer. O treinador está no banco para ajudar a equipa e hoje eu errei."

"A equipa foi decisiva, não foi só o Marcano. Esta vitória é bem mais que justa. Tivemos muitas oportunidades, mas acabámos por sofrer mais do que devíamos", assumiu, não explicando a razão da discussão com Nakajima no final da partida: "Isso são conversas nossas."

"Ao contrário do que muitos bitaitaram, hoje viu-se a dificuldade que tivemos, com o Portimonense muito forte a dificultar. Só que defrontou um FC Porto muito forte. Nós sabíamos que este não era um jogo para fazer gestão, como nenhum é. Tínhamos jogadores com algumas dificuldades, mas sabíamos da importância de ganhar hoje aqui e arriscámos", finalizou.

António Folha: "não fomos competentes no último lance"

Por sua vez, António Folha admitiu que "custa muito" perder nos instantes finais. "Temos de ser competentes até ao fim e no último lance não fomos. Acabámos por sofrer um golo e perdemos. Mas estou contentes pelos meus jogadores, fizeram uma segunda parte de sonho. Não é fácil uma equipa pequena, a perder por 2-0 contra um grande, ter esta reação. Dou os parabéns aos meus jogadores, quiseram mudar a imagem da primeira parte", assumiu

Sobre a primeira parte: "Não era a imagem da minha equipa. Tivemos pouca bola e quase não criámos oportunidades. Não estávamos contentes. Os jogadores mudaram o chip para a segunda parte e mostraram que têm qualidade. Depois do empate tentámos chegar ao 3-2, o nosso jogo é assim. Tivemos algumas oportunidades, mas depois no último lance, aquela falta de concentração, deitou tudo a perder. Perdemos apenas três pontos, mas foram três pontos que custaram muito perder."