Sérgio Conceição: "Pego nas minhas malas e vou embora"

Treinador portista reagiu aos assobios dos adeptos, após o empate da sua equipa na visita ao Rio Ave, esta sexta-feira, em partida da 31.ª jornada da I Liga

"Foi ingrato o que aconteceu. Estávamos a ganhar por 2-0, podíamos ter feito o 3-0 ou 4-0, mas oferecemos o primeiro golo e o segundo golo foi um ressalto. Inexplicável da nossa parte. Não há que baixar a cabeça, não fugimos à responsabilidade. Fomos os culpados. Assumimos a responsabilidade pelo que aconteceu". começou por dizer Sérgio Conceição na zona de entrevistas rápidas da Sport TV.

O técnico portista justificou as substituições e frisou que as três se deveram a desgaste e que em todas o intuito era não só segurar a vantagem de 2-0 como chegar ao terceiro golo: "O Brahimi estava com alguma fadiga. Entretanto saiu o Corona, que tem vindo a jogar algo limitado e o Otávio também saiu com algum desgaste. Foram as substituições que eu achei necessárias não só para conservar a vitória como para ir à procura do terceiro golo"

Algo agastado, o timoneiro azul e branco não se alongou muito para abordar a situação na tabela classificativa. "Estamos à frente do Benfica por um ponto, mas queríamos estar três", disse, dois dias antes da visita do Benfica a Braga.

Mais tarde, na sala de imprensa, foi mais longe, confrontado com a insatisfação manifestada pelos adeptos. "Que me assobiem, vou embora no final da época, não há problema. Sou eu que treino os jogadores, se há algo negativo a acontecer é o treinador que paga. Tenho de assumir a responsabilidade. Pego nas minhas malas e vou embora, não há problema absolutamente nenhum", atirou.

Pepe: "Uma porrada de luva branca"

"Não podemos perder a concentração nem por um minuto. Parecia que a vitória já estava assegurada. Vamos ver o que faz o nosso adversário [Benfica]. Somos os principais culpados. É duro ver os nossos adeptos saírem daqui com tanta tristeza. É difícil empatar um jogo destes. Estar a ganhar 2-0 num campo difícil como o do Rio Ave e permitir o empate é uma porrada de luva branca. Pedimos desculpa aos nossos adeptos", afirmou o central portista na zona de entrevistas rápidas da Sport TV.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG