Sérgio Conceição: "Foi um jogo em que fomos superiores, não há a menor dúvida"

Treinador do FC Porto estava visivelmente satisfeito com o triunfo em Moscovo (3-1), no terceiro jogo do grupo D da Liga dos Campeões.

Para Sérgio Conceição, o FC Porto foi superior e por isso venceu o Lokomotiv (3-1):"Foi um jogo em que fomos superiores, não há a menor dúvida. De uma outra situação defensiva não gostei tanto. Controlámos o jogo, com mais posse de bola mas cada vez que o adversário recuperava e ia em transição sofríamos um pouco com isso. Numa outra situação, em termos de posicionamento, ou erros evitáveis, como o que dá o erro do Lokomotiv. Perdoo todo o tipo de erros, mas de concentração já fico mais aborrecido. Mas pronto, faz parte do jogo. É de realçar a prestação segura da equipa. Por isso os jogadores estão de parabéns. Podíamos e devíamos ter feito em alguns momentos a nível defensivo. Há situações que temos de evitar, como deixar os laterais constantemente expostos. Vamos falar nessas situações. Mas no geral foi positivo."

O espanhol óliver foi a surpresa no onze inicial."O Óliver esteve muito bem. Deu sequência ao que fez no jogo da Taça de Portugal frente ao Vila Real. E esses jogos também são importantes, independentemente do valor das equipas. Para este jogo era necessário um jogador com as características deles. Era preciso ter qualidade no meio campo para gerir a qualidade da posse de bola e o Óliver pareceu-me a escolha certa", explicou o técnico portista.

Com este triunfo, a equipa fica lançada para o apuramento? "Estamos lançados no avião para voltar e jogar contra o Feirense, que será muito difícil, que tem organização defensiva muito boa. Este jogo foi importante no sentido do nosso trabalho. Quando aparecer o Lokomotiv outra falaremos da Champions. O equilíbrio entre os três continua, independentemente do que aconteceu hoje", respondeu Sérgio.

Casillas: "Tive a felicidade de defender o penálti"

"Tive a felicidade de defender o penálti. Tínhamos estudado o adversário, pensei que ele podia chutar para o lado direito e pude apanhar a bola. Foi incrível, estávamos a controlar o jogo, mas duas ocasiões de golo do Lokomotiv deixaram-nos um pouco estáticos. Conseguimos fazer o 2-0, justamente. Depois numa jogada isolada, o Lokomotiv fez o 2-1 e deixou-nos nervosos. Começámos bem a segunda parte, com muita vontade. No final o resultado final é justo e são mais três pontos para Portugal", disse Iker Casillas, guarda-redes do FC Porto, em declarações na flash interview da TVI, após a vitória dos dragões frente em Moscovo (3-1).

Já para Corona, talvez o melhor em campo, o seu golo (o terceiro) "foi bom para a equipa": "Foi um momento de alívio, em que pudemos sacudir a pressão. Chegou numa boa altura do jogo e fiquei feliz por ter marcado. Às vezes, a conversar com os guarda-redes, dizem-nos para onde rematar... Optei por rematar para cima e correu bem. Era importante ganhar aqui. Não acabou, mas era importante ganhar aqui."

Óliver jogou de início e explicou porquê: ""Trabalho todos os dias, em cada semana, para ter a oportunidade de jogar e estou feliz por entrado de início. O treinador disse que eu estava a trabalhar bem e para fazer aqui o que tenho feito nos treinos." Quanto ao jogo, "foi perigoso", mas a equipa manteve-se concentrada e conseguiu a vitória.

Eder fez penálti, Manuel Fernandes falhou penálti

Manuel Fernandes (Lokomotiv) mostrou-se triste por ter falhado uma grande penalidade "num momento crucial do jogo": "Foi mais demérito meu que mérito de Casillas..."

Já Eder falou em erros cometidos: "Foi um jogo complicado, em que tivemos momentos chave em que não estivemos bem, e isso viu-se no resultado. Podíamos ter marcado, e na fase inicial podíamos ter marcado, e se estivéssemos em vantagem seria completamente diferente. Depois, o FC Porto controlou o jogo e foi melhor."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG