FC Porto vence e iguala Benfica na liderança

Dragões conquistaram os três pontos frente ao Santa Clara, em jogo da sexta jornada da I Liga. Golos foram marcados por Zé Luís e César na própria baliza.

O FC Porto venceu este domingo o Santa Clara, no Dragão, por 2-0, em jogo da sexta jornada da I Liga e igualou o Benfica na liderança provisória. Os dragões somam agora os mesmos 15 pontos dos campeões nacionais, que, no sábado, vencerem o Moreirense (2-1) e mais dois pontos do que o Famalicão, que na segunda-feira visita o Sporting e pode isolar-se na liderança se vencer.

Zé Luís recuperou o lugar no onze do FC Porto, relegando Tiquinho Soares para o banco, e não demorou a mostrar que o banco no jogo com o Yong Boys não lhe tirou a moral. Depois de um aviso sério de Luís Diaz, o avançado caboverdiano inaugurou o marcador aos 16 minutos de jogo a passe de Danilo. Um golo que o colocou no topo da lista de melhores marcadores juntamente com Pizzi do Benfica.

A vencer por 1-0 os dragões de Sérgio Conceição quase se instalaram no meio campo do Santa Clara à procura do segundo. Com boa circulação de bola, a equipa portista criava muitos problemas a uma defesa com três centrais do Santa Clara obrigando-os a recorrer aos cantos para evitar males maiores.

Com alguma alterações ao último onze - Zaidu, Carlos Júnior e Osama Rashid - o Santa Clara revelava muitas dificuldades nas transições ofensivas, muito por culpa do muro a meio campo construído por Danilo. Só de bola parada, quase sempre por Rashid, a equipa açoriana se conseguia aproximar da grande área portista onde Marchesín ia controlando os acontecimentos à distância.

A jogar a um dois toques e com o jogo pelos corredores - lado esquerdo Manafá jogou no lugar do castigado Alex Telles - a ser explorado até à exaustão, o FC Porto esteve perto do segundo golo por mais de uma ocasião (acabou a primeira parte com nove remates contra um do Santa Clara). Mas seria de bola parada e num autogolo que o 2-0 chegou. Na marcação de um livre a bola raspou na cabeça de Danilo e César acabou por fazer autogolo aos 41 minutos. O intervalo chegou pouco depois.

Susto a abrir a segunda parte

No regresso dos balneário o Santa Clara voltou melhor e Patrick colocou Marchesín em sentido, lembrando aos dragões que uma vantagem de 2-0 não é sinal de descanso e tranquilidade. Afinal ainda no último jogo viram o Portimonense recuperar de um a desvantagem de dois golos no segundo tempo, obrigando os dragões a passar um mau bocado e resolver o jogo só depois dos 90 minutos (3-2).

O jogo passou por uma fase de parada e resposta, com um Santa Clara mais atrevido - ficou a pedir uma grande penalidade aos 54 minutos por cotovelada de Uribe a Fábio Cardoso na área -, até Zé Luís acelerar o jogo a favor do FC Porto. Já depois de o VAR anular uma grande penalidade a favor dos dragões os açorianos sobreviveram a quatro lances de grande perigo em três minutos, dois de Zé Luís, um de Danilo e outro de Nakajima.

Antes do fim do jogo Zé Luís, bem servido por Marega, podia ter feito o 3-0, mas o remate forte saiu ao lado da baliza de Marco. Pouco depois deu lugar a Soares e o resultado não sofreu alterações.

Veja os golos

FIGURA
Zé Luís. Que jogo do avançado caboverdiano. Além do golo que abriu o marcador aos 15 minutos, Zé Luís criou mais duas grandes oportunidades de golo no mesmo minuto (68), mas não conseguiu bater Marco. Depois disso ainda tentou um golo num remate acrobático e teve um remate com perigo. Saiu aplaudido aos 83 minutos para dar lugar a Soares. Acabou o jogo com sete remates e um golo, que lhe vale a liderança dos melhores marcadores - em igualdade com Pizzi - com seis golos.

FICHA DE JOGO

Jogo no Estádio do Dragão, no Porto.

FC Porto - Santa Clara, 2-0.

Marcadores: 1-0, Zé Luís, 14 minutos; 2-0, César, 41 (na própria baliza).

Equipas:

FC Porto: Marchesín, Corona (Mbemba, 76), Pepe, Marcano, Manafá, Otávio, Danilo, Uribe, Luis Díaz (Nakajima, 67), Marega e Zé Luís (Soares, 83).

Treinador: Sérgio Conceição.

Santa Clara: Marco, Patrick, César, João Afonso, Fábio Cardoso, Zaidu, Francisco Ramos (Bruno Lamas, 76), Rashid, Carlos Júnior (Schettine, 46), Zé Manuel (Lincoln, 59) e Thiago Santana.

Treinador: João Henriques.

Árbitro: Luís Godinho (AF Évora).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Zaidu (34), Zé Manuel (40), Corona (68), Otávio (87), Pepe (88), Fábio Cardoso (90), Patrick (90+5) e Nakajima (90+6).

Exclusivos