Selecionador sub-19: "Eles foram melhores, ganharam e estamos muito tristes"

Selecionador e jogadores em declarações à RTP após a final do Europeu de sub-19 entre Portugal e Espanha, disputada em Erevan, na qual os espanhóis se sagraram campeões, ao vencerem por 2-0

"[Quero] Dar os parabéns à Espanha, que foi um digno vencedor, fomos um digno vencido, mas não fizemos o jogo que queríamos. Eles foram melhor do que nós, ganharam e estamos muito tristes. Não conseguimos equilibrar o jogo em alguns momentos", começou por dizer o selecionador nacional sub-19, Filipe Ramos.

"Eles tiraram-nos alguns momentos a bola, obrigaram-nos a baixar, estivemos equilibrados até ao golo, mas a partir do golo tiveram domínio e na segunda parte, com o 2-0, sentiram que estava quase ganho. Tivemos a oportunidade de fazer o 2-1, não o conseguimos e depois lutámos até ao fim. Foram fantásticos no torneio todo, mas a Espanha hoje foi melhor", acrescentou o técnico português, que ainda assim mostrou orgulho nos jogadores. "Gostamos de formar a ganhar e gostamos de estar em todas as finais, pois estamos mais perto da vitória, queríamos revalidar o título, mas não conseguimos o objetivo final. Foi um Europeu fantástico, estou orgulhoso dos jogadores."

Para Gonçalo Ramos, melhor marcador do Europeu, esse prémio teve um sabor agridoce. "A equipa queria conquistar esta final. Era o objetivo do grupo. Foi um jogo repartido, duas grandes equipas, eles concretizaram as oportunidades e nós não. É continuar a trabalhar para chegar à próxima final e vencer", frisou.

Já Vítor Ferreira assumiu a tristeza pela derrota na final: Temos consciência do trabalho que fizemos até aqui, do jogo que fizemos. Demos o máximo, caiu para a Espanha desta vez, estamos muito tristes. A chave foram os golos, deitam abaixo uma equipa. Dizer aos portugueses que demos o máximo e não conseguimos. [O segundo golo] deixou tudo por terra, abalou muito. Tentámos ir para cima, pressionar, mas a Espanha foi mais forte. Custa perder qualquer final, ainda para mais a de um Europeu."