Seguro permite a Torneio de Wimbledon recuperar 113 milhões de euros

O organizador do mítico torneio britânico vai conseguir fazer face aos prejuízos depois de cancelar a edição deste ano.

A apólice de seguro que protege o torneio de ténis de Wimbledon de pandemias vai permitir aos organizadores da mítica do Grand Slam recuperar 100 milhões de libras (mais de 113 milhões de euros), avançou esta sexta-feira o jornal britânico The Times.

O All England Club, o organizador de um dos mais míticos torneios de ténis do mundo, decidiu na passada quarta-feira cancelar a edição deste ano devido ao surto de coronavírus que está a abalar a Europa.

Este é, de facto, o único dos grandes torneios internacionais de ténis a ter um seguro contra pandemias virais, uma ideia que surgiu em 2003, numa altura em que havia algum receio de que a epidemia Sars chegasse ao Reino Unido.

A organização pagava qualquer coisa como 1,6 milhões de euros por ano para ter cobertura contra pandemias, mas ainda assim a apólice não cobre todas as receitas anuais do Torneio de Wimbledon, que ascendiam a 260 milhões de euros, mas de qualquer forma faz face aos eventuais prejuízos, até porque este ano o All England Clube não terá os elevados custos da preparação do torneio, nem precisará de fazer algumas reparações de modernização das instalações, isto para já não falar dos prémios que teriam de ser pagos aos tenistas, acima dos 50 milhões de euros.

Esta foi a primeira vez desde a II Guerra Mundial (1945) que o Torneio de Wimbledon foi cancelado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG