SAD interpõe acção para impedir Beleneses de disputar competições de futebol

"A SAD pretende que o tribunal impeça, para sempre, o clube de disputar qualquer competição profissional de futebol", refere um comunicado da direção do Belenenses

O Belenenses anunciou esta quarta-feira ter sido citado no âmbito de uma ação judicial interposta pela SAD que pretende impedir o clube de disputar qualquer competição profissional de futebol e se reclama herdeira de todo o património desportivo.

"O clube informa também que, recentemente, foi citado para contestar uma ação judicial instaurada pela SAD que tem vários pedidos. A SAD pretende que o tribunal impeça, para sempre, o clube de disputar qualquer competição profissional de futebol", refere um comunicado da direção do Belenenses.

No documento, o clube garante estar de acordo com a alteração da sede social da SAD, e considera que o Conselho de Administração da SAD, ou a Codecity, detentora da maioria do capital da SAD, deve convocar uma Assembleia Geral (AG) para esse efeito.

"O processo de alteração da sede social deve passar por uma proposta concreta à Assembleia Geral e não por procurar forçar os acionistas (e nomeadamente o Clube de Futebol "Os Belenenses") a conceder um mandato a quem não é credor da sua confiança", refere o comunicado.

O Belenenses explica porque votou contra a proposta apresentada pela SAD na AG de 19 de novembro: "Uma coisa seria os acionistas votarem em Assembleia Geral uma proposta de nova sede, outra, bem diferente, é os acionistas serem chamados a dar um mandato ao Conselho de Administração da SAD para que esta possa escolher a sede que entender sem conhecimento dos acionistas".

O Belenenses crítica o ponto 2 da ordem de trabalhos da AG, que foi interrompida e deverá ser retomada em 27 de novembro, no qual estão em causa "propostas de alteração dos estatutos e autorizações ao abrigo dos mesmos para entregar mais poderes de decisão à maioria dos acionistas (ou seja, à Codecity) e ao Conselho de Administração da SAD, incluindo para estender a atividade da SAD às camadas de futebol de formação".

No entender do clube, "as alterações propostas também procuram retirar a norma que exige o acordo do clube para qualquer alteração aos estatutos".

A SAD do Belenenses, controlada pela Codecity Sports Management (CSM) e liderada por Rui Pedro Soares, anunciou que a equipa de futebol vai jogar no Estádio Nacional, em Oeiras, esta época e acusou a direção do clube de a ter despejado do Estádio do Restelo, em Lisboa

Por seu lado, o clube, liderado por Patrick Morais de Carvalho, refutou a ideia e afirmou que a CSM queria continuar a utilizar o recinto nas mesmas condições que usufruía desde 2012.

A Codecity Sports Management adquiriu a maioria do capital da SAD em 2012 e o Belenenses ficou com uma participação de 10%. Desde então, vigorava um protocolo assinado por ambas as entidades, que cessou no dia 30 de junho, após o qual o clube anunciou a inscrição de uma equipa de futebol sénior nas divisões distritais de Lisboa.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG