Ricardo Sá Pinto: "Não temos pressão nem responsabilidade neste jogo"

O treinador do Sp. Braga atribui o favoritismo ao Wolverhampton por causa do orçamento de que dispõe e por ter "jogadores de grande nível".

Ricardo Sá Pinto, treinador do Sp. Braga, assumiu o desejo de conquistar pontos esta quinta-feira diante do Wolverhampton, no jogo de estreia na fase de grupos da Liga Europa. "Somos ambiciosos, vimos cá para poder conquistar pontos. Queremos ganhar, mas se pudermos levar um ponto com o decorrer do jogo é que vamos ver como corre. É importante somar pontos", disse.

O técnico bracarense garante no entanto que a obrigação de vencer está do lado dos ingleses. "Não sentimos pressão nenhuma. O nosso objetivo da época nesta competição era entrar na fase de grupos, o que foi conseguido com distinção. Mas somos ambiciosos e não abdicamos de nenhum resultado, vamos fazer tudo pelo melhor resultado positivo."

"Temos uma responsabilidade diferente do Wolverhampton, que tem argumentos em relação ao plantel e a nível de orçamento que lhes traz mais pressão para ganhar o jogo. A responsabilidade e a pressão não as temos de maneira nenhuma. Temos é responsabilidade de dignificar sempre a grandeza do clube. Quero que a equipa se divirta e aproveite esta oportunidade, fazendo um jogo competente dentro desta diversão", acrescentou.

Sá Pinto aproveitou para elogiar a equipa de Nuno Espírito Santo. "O Wolverhampton tem jogadores de grande nível, com grande experiência. Vamos encontrar um ambiente difícil para nós, estádio cheio, o público exerce uma grande pressão sobre o árbitro. Sabemos das dificuldades que vamos ter a este nível, sabemos também que é um adversário que gosta de entrar forte e jogar com grande intensidade e é forte nas bolas paradas. Preparamos o jogo nesses momentos, a equipa está bem, está focada e logo se verá como é que vai correr", frisou.

Sobre o impacto dos resultados do Sp. Braga da I Liga neste jogo: "Não considero que tenhamos prestações menos positivas na Liga, considero que foram resultados menos positivos Não vai ter influência nenhuma porque a competição é completamente diferente. O jogo será muito difícil contra o Wolverhampton que, tal como nós, não está numa boa posição no campeonato e merecia estar noutra posição, tal como nós, mas isto está a começar. Prevê-se um grande jogo entre duas equipas que não perderam para a Liga Europa na fase de qualificação."

Nuno Espírito Santo: "Sp. Braga é uma equipa organizada"

Nuno Espírito Santo, treinador do Wolverhampton, desvalorizou o facto de ir defrontar uma equipa portuguesa na estreia na fase de grupos da Liga Europa. "Não é um país, não é a seleção nacional, é um clube que está no mesmo grupo. É um oponente que respeitamos, analisámos e com o qual queremos competir", disse, admitindo que a partida que se vai realizar em Braga, a 28 de novembro, "poderá ser mais especial".

"Naturalmente vamos encontrar caras conhecidas, mas que neste momento são adversários, é assim que olhamos para este jogo", disse o técnico português que classifica o Sp. Braga como uma "equipa organizada, bem orientada". "Acho que este é um grupo muito equilibrado, que vai ser extremamente competitivo, não há nenhuma espécie de favoritismo neste caso. Já analisámos o Sp. Braga, tem bons jogadores, uma boa equipa e como tal será um jogo tremendamente difícil para nós", concluiu Nuno Espírito Santo, esperando que a sua equipa corriga "alguns erros" que lhe custaram um mau arranque na Premier League, na qual só tem três pontos conquistados.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG