Rafa Silva suspenso por um jogo. Dérbi rende 1826 euros em multas

O extremo do Benfica foi expulso após o final da partida com o Sporting, das meias-finais da Taça de Portugal, e falha o jogo com o Feirense. Multas do Sp. Braga-FC Porto são o dobro do jogo de Alvalade. O portista Felipe também foi punido com um jogo.

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol anunciou que esta sexta-feira que Rafa Silva foi castigado com um jogo de suspensão e uma multa de 115 euros devido à expulsão por acumulação de amarelos já depois do apito final do Sporting-Benfica para as meias-finais da Taça de Portugal.

O jogador do Benfica envolveu-se numa confusão com jogadores do Sporting, alegadamente por ter sido provocado por Bruno Gaspar, acabando por ver o árbitro Hugo Miguel mostrado o segundo cartão amarelo, que o impede agora de jogar no domingo em casa do Feirense, a contar para a 28.ª jornada da I Liga.

No mapa de castigos, constam ainda várias multas resultantes do dérbi. João Félix tem de pagar 77 euros pelo cartão amarelo, os jogadores do Sporting também têm multas a pagar pelos amarelos: Bruno Gaspar (96 euros), Cristián Borja (58 euros), Luiz Phellype (77 euros), Marcos Acuña (115 euros), Gudelj (153 euros) e Raphinha (115 euros).

O Benfica terá de pagar ainda 204 euros por atraso no início e reinício do jogo e 204 euros por não comparência de um jogador à flash interview. Já o Sporting pagará também 204 euros por atraso no início e reinício do jogo e mais 612 euros por utilização irregular dos ecrãs gigantes e da aparelhagem sonora do estádio.

Ou seja, o dérbi rendeu aos cofres da Federação Portuguesa de Futebol 1826 euros só em multas.

O Conselho de Disciplina comunicou ainda que, relativamente ao outro jogo da meia-final da Taça entre o Sp. Braga e o FC Porto, Felipe foi castigado por um jogo devido à expulsão na partida, por acumulação de amarelos, tendo de pagar 115 euros de multa.

Mas há outros jogadores multados. Do lado dos dragões André Pereira tem de pagar 58 euros, enquanto do lado dos bracarenses Bruno Xadas paga 39 euros e Wilson Eduardo foi contemplado com 115 euros

O FC Porto foi ainda contemplado com multas de 204 euros por atraso no início e reinício do jogo e 1122 euros por comportamento incorreto do público. Já o Sp. Braga tem de pagar duas multas de 102 euros por atraso no início do jogo, 1530 euros por comportamento incorrto do público e 408 euros por entrada e permanência de materiais pirotécnicos.

Feitas as contas, o Sp. Braga-FC Porto rendeu aos cofres da FPF qualquer coisa como 3795 euros, mais do dobro do dérbi. Juntando os dois jogos da segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal, os cofres da federação arrecadam 5621 euros. Curioso é que no mapa de castigos divulgado esta sexta-feira constam as referências para o pagamento das multas através do multibanco.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG