Queixa do Sporting arquivada e Alverca continua na Taça

Os leões tinham apresentado uma queixa devido a uma alegada utilização irregular de um jogador do Alverca no jogo da Taça de Portugal em que foram eliminados. Conselho de Disciplina dá razão ao clube d
o terceiro escalão.

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol decidiu arquivar a queixa apresentada pelo Sporting relativa à alegada utilização irregular do jogador Luan por parte do Alverca, na partida da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal, que o clube do Campeonato de Portugal venceu por 2-0, afastando os leões da prova.

Neste sentido, os alverquenses continuam na Taça de Portugal, uma vez que o órgão disciplinar não deu provimento à reclamação do Sporting, que alegava ter o atleta jogado indevidamente por estar castigado, devido à expulsão no desafio anterior com o Loures.

Os leões argumentavam que, como o castigo era automático, havia a possibilidade de Luan ser punido com uma pena temporal e não por jogos de castigo, uma vez que o mapa de castigos ainda não tinha sido divulgado.

Nos dias seguintes à partida, Fernando Orge, presidente do Alverca, veio mesmo dizer que estava "absolutamente tranquilo", uma vez que o seu clube tinha "cumprido os regulamentos da Federação Portuguesa de Futebol", que neste caso são diferentes dos dos campeonatos profissionais organizados pela Liga, nos quais a expulsões acarretam a imediata suspensão dos atletas no jogo ou jogos seguintes, independentemente da competição. Enquanto no Campeonato de Portugal, os castigos são cumpridos na competição em que se verificam as expulsões.

"O regulamento é tão explícito que uma estrutura tão profissional como é a do Sporting não devia sentir qualquer problema em interpretá-lo", frisou Fernando Orge, na altura.

Sporting não vai recorrer

O Sporting que não irá recorrer da decisão do Conselho de Disciplina (CD) e irá acatar a decisão tomada de forma a permitir "o normal desenrolar" da Taça de Portugal.

"A Sporting SAD foi hoje notificada da decisão de arquivamento proferida relativamente ao Futebol Clube de Alverca, registando a clarificação da posição dos órgãos de justiça disciplinar desportiva face a uma questão controvertida (controvérsia, aliás, bem patente em decisões proferidas em sentido diverso e no facto de a decisão de hoje não ter sido tomada de forma unânime, contando com um voto de vencido) e que a Sporting SAD entendeu ser seu dever clarificar", pode ler-se no comunicado.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG