Portugal leva oito jogadores ao Mundial de ténis de mesa

Equipa nacional é composta por Marcos Freitas, Tiago Apolónia, João Geraldo, João Monteiro, Leila Oliveira, Marta Santos, Patrícia Santos e Raquel Martins. 55.ª edição da prova terá o número recorde de 609 atletas de 109 países

A seleção portuguesa de ténis de mesa vai participar com oito jogadores, quatro masculinos e quatro femininos, no Mundial, que se realiza entre 21 e 28 de abril, em Budapeste, na Hungria.

De acordo com a lista oficial divulgada esta terça-feira pela Federação Internacional de Ténis de Mesa, a equipa masculina será composta por João Geraldo, João Monteiro, Marcos Freitas, número um nacional e 24.º do 'ranking', e Tiago Apolónia, competindo numa vertente em que o nigeriano Quadri Aruna, atleta do Sporting e 25.º da hierarquia mundial, emerge como uma das maiores esperanças africanas.

Leila Oliveira, Marta Santos, Patrícia Santos, de apenas 14 anos, e Raquel Martins representam Portugal na prova feminina, cujo calendário ainda não foi sorteado.

Por se tratar de um ano ímpar, o Mundial de 2019 vai incluir cinco eventos individuais: os torneios individuais e de pares masculinos e femininos, além da competição de duplas mistas.

No ano passado, na cidade sueca de Halmstad, a equipa das 'quinas' foi eliminada nos oitavos de final do principal torneio masculino de equipas, ao ser derrotada por 3-2 pela Áustria, enquanto o conjunto feminino ficou-se no 53.º lugar da III divisão.

A 55.ª edição do Mundial de ténis de mesa decorre pela quarta vez na capital húngara e prepara-se para suplantar recordes de participação, com a presença de 609 atletas de 109 países.

Exclusivos