Piloto morre durante prova do Nacional de Enduro em Marco de Canaveses

Um piloto amador morreu vítima de paragem cardiorrespiratória na última ronda do Nacional de Enduro, em Marco de Canaveses, motociclismo.

O piloto amador tinha 42 anos e morreu este domingo, vítima de paragem cardiorrespiratória, no decorrer da última ronda do Nacional de Enduro, no Marco de Canaveses, indicou a Federação de Motociclismo de Portugal.

Filipe Nunes (Beta), natural de Felgueiras, corria na classe Hobby, reservada aos amadores, disputando um dos troféus monomarca que integram o campeonato.

"Estava a cumprir uma das especiais [a Extreme, no largo da Feira] quando se sentiu indisposto. Chegou mesmo a parar a mota. Foi assistido no local, mas já nada havia a fazer", explicou à agência Lusa Pedro Mariano, presidente da Comissão de Enduro da FMP.

De acordo com a mesma fonte, a prova foi suspensa no final da segunda de três voltas e a cerimónia do pódio cancelada.

"Este é o primeiro acidente do género desde que sou responsável da Comissão", há mais de duas décadas, precisou Pedro Mariano.

Apesar de os pilotos que competem no Nacional de Enduro serem portadores de uma licença desportiva da FMP, a classe Hobby é reservada aos amadores, implicando apenas uma licença diária, de custos mais reduzidos, mas que não necessita de Exame Médico Desportivo.

A direção do Motor Clube do Marco expressou as condolências à família e salientou o facto de a corrida ter parado de imediato.