Peseiro: "Estamos a dois pontos do primeiro lugar"

Treinador do Sporting satisfeito com triunfo folgado (3-0) sobre o Boavista e aproximação à liderança. Jorge Simão não quer voltar a ver uma primeira parte do Boavista como a deste domingo

"Foi uma vitória justa e uma boa exibição. Controlámos o jogo quase os 90 minutos, depois de um jogo exigente na quinta-feira [Liga Europa, 0-1 na receção ao Arsenal]", comentou o treinador do Sporting. José Peseiro que não desvia o olhar do topo da tabela. "Estamos satisfeitos e ficamos a dois pontos do primeiro classificado, apesar de ainda ser muito cedo".

"Os jogadores deram uma resposta forte [à derrota por 2-4 na jornada anterior, em Portimão]. Estão cá porque têm valor", sublinhou Peseiro, que depois particularizou as apreciações. "O Diaby podia jogar mais cedo, mas as questões de ter chegado mais tarde e da seleção não o permitiram. Sabemos do seu valor", começou por destacar. "Foi bom ter regressado o Bas Dost, mas também o Matthieu e o Bruno César. Temos muitas soluções", concluiu.

Jorge Simão desliudido


Jorge Simão tirou uma conclusão preocupante da derrota pesada em Alvalade: "É importante que não se volte a repetir uma primeira parte como aquela".

Antes, tinha aceitado o resultado, mas não os números. "Foi uma vitória justa do Sporting. mas acho que merecíamos um golo", disse o treinador do Boavista.

"A primeira parte não foi boa, faltou-nos bola, espaço para respirar. Não conseguimos ser pressionantes. na segunda parte, a postura foi muito diferente. Entrámos como deveríamos ter entrado na primeira, procurámos o golo", analisou.

"Depois surge o segundo golo, e não me querendo agarrar a isso, na sequência de uma falta não assinalada. Depois de estar a perder 2-0 quisemos deixar uma boa imagem", rematou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG