Pepe: "É um privilégio voltar a vestir esta camisola"

O defesa-central vai ser o número 33 do FC Porto. "Venho para competir e deixei isso claro ao presidente e ao treinador", disse

Onze anos e meio depois, Pepe está de volta ao FC Porto e, em declarações ao Porto Canal, não escondeu a emoção deste regresso. "Estou muito feliz. É um privilégio voltar a vestir esta camisola e voltar a esta casa. O FC Porto é um clube muito especial, pois foi o clube que me lançou no futebol mundial", disse o internacional português de 35 anos.

"Estou feliz, a minha família está feliz e espero dar o meu melhor. Vou honrar esta camisola, que para mim significa muito. Isto é voltar a casa. Sou grato ao FC Porto por tudo o que me deu. Ao Marítimo também, mas se sou conhecido hoje em dia é por culpa do FC Porto", sublinhou.

No primeiro dia de trabalho no centro de treinos do Olival, Pepe reencontrou Casillas, com quem partilhou o balneário no Real Madrid, mas além do guarda-redes espanhol, o defesa garantiu que foi "muito bem recebido". "O Porto é uma família, vi que não mudou muita coisa e continua a ser um clube especial", acrescentou.

"Venho para competir e deixei isso claro ao presidente e ao treinador. Quero dar o meu contributo a esse grupo espetacular. Posso prometer que serei eu próprio", disse o novo número 33 dos dragões.

Por sua vez, o presidente Pinto da Costa mostrou-se sensibilizado "pelo entusiasmo" de Pepe em querer voltar ao clube. "Vi tudo o que ele abdicou. Assisti à pressão que ele recebeu de clubes onde ia ter um contrato cinco ou seis vezes maior, mas a sua determinação era jogar aqui. Disse ao empresário que este era o seu clube e que era aqui que queria voltar ", afirmou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG