Casillas renova pelo FC Porto e Pinto da Costa já o vê a ganhar a Champions em Madrid

Dragões anunciaram esta quarta-feira a renovação do guarda-redes internacional espanhol por mais um ano com outro de opção

O FC Porto anunciou esta quarta-feira a renovação de contrato com Iker Casillas por mais um ano, com outro de opção. O guarda-redes internacional espanhol, 37 anos, vai continuar no clube que representa desde o verão de 2015, quando deixou o Real Madrid. A cumprir a quarta época de dragão ao peito, Casillas soma 149 jogos pelos campeões nacionais, tendo conquistado o título nacional e a Supertaça Cândido de Oliveira no ano passado.

"Casillas é uma figura do FC Porto"

"Casillas é uma figura do futebol mundial mas também é uma figura do FC Porto. Hoje o nome de Casillas é anunciado ao FC Porto e o de Casillas ao FC Porto. Renovámos o contrato por um ano mais um ano por opção, sempre condicionado pela sua vontade em continuar na baliza do FC Porto. E já lhe disse que este não vai ser o último contrato que vamos fazer. Estou muito feliz por continuares entre nós. Desejo-te as maiores felicidades", afirmou Pinto da Costa, numa conferência de imprensa promovida junto à baliza do topo sul do Estádio do Dragão.

"Hoje é um dia especial, muito importante. Vou continuar vinculado a um clube, a uma cidade e um país que me trataram muito bem. Sinto-me em casa. Tenho a ideia de terminar aqui a minha carreira. Os guarda-redes têm a possibilidade de jogar até mais tarde se se cuidarem, e quero ajudar este clube a continuar com grandes conquistas. Obrigado ao presidente, porque não é fácil apostar em alguém com quase 38 anos anos", disse Iker Casillas.

De Barrigana a... Diogo Costa

"Se Casillas viesse para cá para picar o ponto e partir, não teria acrescentado nada. Tinha a certeza absoluta do que o que está a acontecer ia acontecer. Desde que acompanho futebol, o FC Porto sempre teve grandes guarda-redes: Barrigana, Américo, Fonsseca, Mlynarczyk e Vítor Baía. Sempre tivemos bons guarda-redes. E no futuro vamos continuar a ter, porque temos jovens que nos dão garantias como o Diogo Costa. Casillas nunca se moveu no FC Porto por interesses monetários, por isso não tinha dúvidas de que o acordo seria fácil. Quero que ele conquiste todos os títulos, mas ele certamente lhe daria muito prazer levantar a taça da Liga dos Campeões em Madrid, que é onde é a final desta época", frisou o líder portista.

Veja aqui o vídeo com os melhores momentos de Casillas no FC Porto.

"Recordo-me de grandes jogos, como no ano passado na Luz, em que garantimos a vitória aos 90 minutos, o que foi muito importante para conquistar o título nacional. Real Madrid e FC Porto? Não se podem comparar. O primeiro ano custou um pouco, porque tive de me adaptar ao clube, à cidade e ao país, mas depois tornou-se tudo mais fácil. Desfrutei muito no ano passado. Festejar nos Aliados foi um momento maravilhoso", acrescentou o guardião espanhol, que ainda não pensa no que poderá fazer após pendurar as luvas, embora tivesse manifestado vontade de continuar ligado ao futebol.

"Vamos defrontar o Liverpool com ideia de seguir em frente na Liga dos Campeões. Nesta fase da prova não há equipas mais fáceis ou mais difíceis. Mas o mais importante continuar a ser o campeonato", prosseguiu.

Uma renovação anunciada

San Iker, que terminava contrato no final de junho, já tinha anunciado que tinha acordo para renovar. "O presidente disse-me um dia que queria que eu continuasse no clube. Eu disse que sim, que gostava de continuar, e ele respondeu-me: 'Não quero que continues por mais um ano, quero que fiques aqui até aos 40 anos'. Fiquei um pouco surpreendido, mas é certo que, com esse gesto e essa naturalidade, o presidente demonstrou que quer que eu continue na cidade e na equipa e demonstrou um carinho muito grande, não só por mim, mas também pela minha família", afirmou na segunda-feira ao Porto Canal.

Provável recordista

A dois meses de completar 38 anos, poderá tornar-se no jogador mais velho a jogar pelo FC Porto, superando Silvino, também ele guarda-redes, que atuou com 38 anos, três meses e 10 dias numa partida entre os azuis e brancos e o Gil Vicente para o campeonato, com vitória portista por 3-0 a 15 de junho de 1997. Um recorde que poderá bater e reforçar se aceder às pretensões de Pinto da Costa, que quer que o veterano portero permaneça no Dragão até 2021.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG