O que Silas está impedido de fazer sem o 4.º nível de treinador?

Novo treinador do Sporting terá de ser inscrito na ficha de jogo como adjunto, tanto nas competições domésticas como na Liga Europa

Sem o 4.º nível de treinador (UEFA-Pro), o novo treinador do Sporting, Silas, não poderá ser inscrito na ficha de jogo como treinador principal mas sim como adjunto, o que não será totalmente contornável.

Essa situação não poderá verificar-se apenas no papel, mas também na prática em algumas situações, uma vez que "apenas o treinador principal pode, em permanência, transmitir instruções aos jogadores que se encontrem no retângulo de jogo e no banco de suplentes, podendo os demais membros do banco transmitir-lhes instruções pontuais", de acordo com o regulamento de competições da Liga Portugal." Silas tem apenas o terceiro nível (UEFA-Advanced), que o habilitaria, por exemplo, para orientar um clube da II Liga.

Ou seja, terá de ser um outro elemento da equipa técnica a passar a mensagem para o interior do relvado, que neste caso será Emanuel Ferro, treinador que possui a habilitação necessária e que já pertencia aos quadros do Sporting, tendo assumido interinamente o comando técnico da equipa das sub-23 enquanto Leonel Pontes dirigia a formação principal.

Silas também não poderá "participar na entrevista final do jogo [flash interview], no âmbito do patrocínio das competições, a qual terá de se iniciar nos cinco minutos após o termo do jogo", pelo que terá de ser Emanuel Ferro o porta-voz do grupo logo a seguir ao jogo na zona de entrevistas rápidas.

Desengane-se, porém, quem pense que será diferente nas competições fora da tutela da Liga Portugal. Na Taça de Portugal, organizada pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF), embora participem clubes da I Liga aos distritais, o regulamento diz que "apenas podem participar na Taça os treinadores, médicos e massagistas, inscritos e licenciados pela FPF, e de acordo com os requisitos previstos nos regulamentos da competição em que cada clube se encontre inserido.

Nos regulamentos das competições europeias, também é exigida a "licença de treinador válida e a máxima disponível na federação em que o treinador está situado". No entanto, há uma agravante que não se verifica nas competições domésticas: Silas não poderá participar nas conferências de imprensa antes e depois do jogo. Seguindo o regulamento de competições da UEFA, terá de ser Emanuel Ferro a dar a cara na Liga Europa, prova em que o Sporting participa nesta temporada.

Refira-se que o próximo curso de nível IV vai realizar-se apenas no final do campeonato.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG