Novo treinador da Juventus: "Gostava de ajudar Ronaldo a bater mais alguns recordes"

Apresentado esta quinta-feira como novo técnico do emblema de Turim, Maurizio Sarri diz que treinar o internacional português "é uma subida de patamar"

Maurizio Sarri foi apresentado esta quinta-feira como novo treinador da Juventus e a conferência de imprensa que se seguiu foi dominada sobre questões relacionadas com Cristiano Ronaldo.

Para o ex-técnico do Chelsea, orientar o internacional português "é uma subida de patamar". "Já treinei bons jogadores, jogadores muito bons no Chelsea e agora dei um passo em frente e vou para o melhor do Mundo. É um rapaz que detém quase todos os recordes que alguém pode ter no mundo do futebol, mas gostava de ajudá-lo a bater mais alguns", vaticinou o treinador de 60 anos.

"Já treinei o melhor marcador da liga italiana [Gonzalo Higuaín, no Nápoles], gostaria de treinar dois. Ficaria muito satisfeito", acrescentou, considerando Ronaldo e Dybala compatíveis. "Penso que quem tem a qualidade que o Cristiano ou Dybala têm pode jogar em qualquer lado. As características são diferentes e a equipa tem de se adaptar a elas", rematou.

O novo treinador de Cristiano Ronaldo e João Cancelo, assinou contrato válido por três temporadas, ou seja, até 30 de junho de 2022. Trata-se do regresso a Itália de Maurizio Sarri, que na época passada representou o Chelsea, clube pelo qual conquistou a Liga Europa, que acabou por ser o seu primeiro troféu como treinador.

Sarri, que cumpriu apenas um dos três anos de contrato que tinha com os ingleses do Chelsea, disse ter "sentido necessidade de regressar a Itália". O técnico admitiu que o seu antecessor na equipa de Turim, Massimiliano Allegri, deixa um legado pesado: "Ganhar o que ele ganhou é muito difícil, quero ver a equipa com a mesma garra que tinha com ele". O italiano, de 60 anos, admite que a sua chegada pode ser vista com "ceticismo", tal como lhe aconteceu em outros clubes, mas disse que esse sentimento se combate "com resultados".

Fabio Paratici, diretor desportivo da Juventus, garantiu que Sarri "sempre foi a primeira escolha", mas assegurou que o clube italiano sempre respeitou o facto de ele ter contrato com outro clube, agradecendo "o profissionalismo do Chelsea".

Sarri substitui assim Massimiliano Alegri, que nas últimas cinco temporadas acentuou o domínio da Juventus em Itália, com a conquista de cinco títulos de campeão da Série A, quatro Taças de Itália e duas Supertaças italianas, além de ter chegado a duas finais da Liga dos Campeões.

Recorde-se que o último clube de Sarri em Itália tinha sido o Nápoles, onde esteve três temporadas, antes tinha orientado Empoli, Sorrento, Alessandria, Grosseto, Perugia. Hellas Verona, Pescara, Sangiovannese, Sansovino, Valdema e Cavriglia.

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.