Noitada deixa Éder Militão fora do Tondela-FC Porto

Defesa central foi visto a horas impróprias numa discoteca portuense e foi riscado por Sérgio Conceição para o jogo desta sexta-feira

Éder Militão pisou o risco e nem o facto de ser um titular indiscutível da equipa portista o fez escapar impune. O defesa brasileiro quebrou o regulamento disciplinar interno e esteve numa discoteca portuense, numa noite desta semana, bem para lá das horas permitidas pelo clube. Por isso, fica fora do jogo desta sexta-feira, em Tondela, para o campeonato.

Segundo avançou o jornal O Jogo , Militão esteve a comemorar o aniversário do amigo e colega Luizão, atualmente no FC Porto B e com quem jogou no São Paulo, que fez 21 anos na quarta-feira. Avisada sobre a presença do defesa numa discoteca a horas impróprias, a estrutura portista, com sintonia com o treinador Sérgio Conceição, optou por excluir o defesa, que já não viajou com a comitiva portista para Viseu, onde a equipa ficou instalada na última noite.

O castigo, ainda assim, deverá ser limitado a este jogo, até porque Militão tem sido um dos jogadores em maior evidência nesta época portista e avizinham-se jogos de crucial importância, como o clássico com o Benfica ou a segunda mão dos oitavos da Champions, frente à Roma.

Militão é assim a sexta baixa na equipa para o jogo com o Tondela. Soares está suspenso, Aboubakar, Marega e Danilo lesionados e Jorge também sob alçada disciplinar, a treinar na equipa B. Na ausência do central, Pepe deverá voltar a formar dupla com Felipe, com Manafá e Alex Telles nas laterais.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG