Nélson Oliveira: "Um lutador sai de um combate com melhor aspeto do que eu saí"

Avançado internacional português, a atuar no Reading da II liga inglesa, falou à imprensa sobre o lance com Tyrone Mings, do Aston Villa, que o obrigou a uma cirurgia à face

Nélson Oliveira afirmou, em declarações ao Mirror, que a Federação Inglesa (FA) deveria penalizar o jogador do Aston Villa, Tyrone Mings, que lhe pisou a cara e obrigou o internacional português a ser submetido a uma intervenção cirúrgica à face.

"Não estou a criticar o árbitro, pois não é esse o seu trabalho, mas a Federação deveria olhar para estas situações. Se fosse em Portugal, iriam analisar. Um lutador da UFC sai de um combate com melhor aspeto do que eu saí", vincou o avançado de 27 anos.

O futebolista formado no Benfica considerou ainda que a situação poderia ter sido evitada. "Não digo que ele tenha feito de propósito, mas poderia ter evitado. Enviou-me uma mensagem a pedir desculpa. Na altura não tinha visto as imagens. O futebol é um jogo agressivo, mas aquilo não é futebol. É verdade, poderia ter sido pior, podia ter ficado cego", lamentou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG