"Não abdico de dar uso à minha cabeça. Carlos César usa o que pode face a Vieira"

Ana Gomes respondeu no Twitter ao esclarecimento feito pelo presidente do PS, que demarcou o partido das críticas feitas pela ex-eurodeputada socialista

Ana Gomes respondeu no Twitter ao esclarecimento feito pelo presidente do PS, que explicou que as opiniões da ex-eurodeputada socialista "refletem apenas uma posição própria e pessoal que, tal como em muitos outros casos, não vincula o Partido Socialista".

"Agradeço ao presidente Carlos César o afã de esclarecer o óbvio: não represento o PS e o que digo e escrevo só me vincula. Sendo socialista e não apparatchik, não abdico de dar uso à minha cabeça... Já César, usa o que pode face a Vieira: a César o que é de César. E viva o Partido Socialista", escreveu Ana Gomes.

Em causa, um tweet da antiga eurodeputado, que tinha questionado o valor da transferência de João Félix para o Atlético Madrid: "Não será negócio de lavandaria?"

Carlos César afirmou esta quinta-feira que o "Partido Socialista não tomou qualquer 'posição institucional' sobre o assunto objeto dessas afirmações".

Numa carta de três páginas a que o DN teve acesso a direção encarnada deixava escrita a hipótese de existir "naturalmente o risco de o silêncio continuado do Partido Socialista perante as declarações proferidas pela então (sua) eurodeputada Ana Gomes, atento o evidente propósito de calúnia e a gravidade criminal associada, poder ser publicamente lido e entendido como aceitação tácita ou, pelo menos, tolerância quanto ao respetivo teor, enquanto tal extensível à Direção do Partido".

Perante esta situação, Luís Filipe Vieira pedia ao PS que "com a brevidade possível, e através da sua Direção, esclareça, de forma a não subsistirem publicamente quaisquer potenciais equívocos, se as declarações proferidas por Ana Gomes refletem a opinião do Partido ou se, ao invés, como está convicto o signatário, tais declarações não merecem senão rejeição e repúdio por parte do Partido".

Na sequência das declarações da antiga eurodeputada na rede social Twitter a 27 de junho, em resposta a um tweet onde se referia a transferência do futebolista para a equipa espanhola do Atlético de Madrid, o Benfica já tinha anunciado que ia processar Ana Gomes.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG