Mihajlovic luta contra leucemia: "Esgotei as lágrimas e estou pronto para a batalha"

Treinador do Bolonha, que teve uma passagem fugaz pelo Sporting, agradeceu as mensagens de apoio que tem recebido numa carta publicada no jornal Gazzetta dello Sport.

Sinisa Mihajlovic, 50 anos, treinador do Bolonha que chegou a estar contratulamente ligado ao Sporting, mas que acabou por não dirigir o clube pois foi despedido por Sousa Cintra, anunciou há dias que sofre de leucemia, e esta segunda-feira escreveu uma emotiva carta de agradecimento que foi publicada no jornal desportivo italiano Gazzetta dello Sport.

"Há momentos na vida em que competimos contra um adversário difícil ou contra um problema complicado de resolver. Agora estou a viver um momento destes, mas sou um felizardo porque sei que não estou sozinho. Ao meu lado descobri que tenho um enorme apoio. Por estes dias recebi um mar de afeto, solidariedade e energia positiva que me recarregou e deu-me a certeza de que vou ganhar a batalha contra a leucemia", referiu o treinador, deixando uma palavra aos adeptos: "Obrigado aos adeptos das minhas equipas e aos que enfrentei. Muitos dos que me criticaram no campo, desta vez animaram-me e pediram-me que não me renda. Todos vocês têm sido importantes. Obrigado, obrigado, obrigado. Esgotei as lágrimas e estou pronto para a batalha. Até breve."

Mihajlovic anunciou que sofria de leucemia durante uma conferência de imprensa realizada no dia 13. "Quando me informaram, foi um choque enorme. Passei dois dias a chorar no meu quarto, mas não foram lágrimas de medo, porque sei que vou vencer a doença. É recuperável e vou vencer", afirmou o técnico, de 50 anos.

A doença foi descoberta pouco antes do início da pré-temporada e Mihajlovic confessou que faz testes regularmente, tendo em conta que o seu pai morreu de cancro. O médico do Bolonha, Gianni Nanni, informou que o antigo futebolista tem "leucemia aguda" e que começará os tratamentos na terça-feira.

Por seu lado, o diretor desportivo do conjunto que disputa a 'Serie A', Walter Sabatini, assegurou que o sérvio vai cumprir o contrato assinado com o Bolonha em janeiro, quando substituiu Filippo Inzaghi no comando técnico dos 'rossoblu'. "Estaremos a seu lado e ele vai continuar no banco. Vai ultrapassar esta doença", afirmou Sabatini.

Sinisa Mihajlovic, que orientou Catania, Fiorentina, Sampdoria, AC Milan e Torino, além da seleção da Sérvia, teve uma passagem fugaz pelo Sporting, no início da temporada passada, não chegando sequer a comandar os 'leões' em qualquer jogo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG