À segunda corrida, Miguel Oliveira conquista primeiros pontos no Moto GP

Piloto de Almada foi 11.ª classificado no Grande Prémio da Argentina, prova ganha pelo espanhol Marc Márquez.

Miguel Oliveira (KTM) somou este domingo os primeiros pontos no MotoGP, ao terminar a prova que se realizou na Argentina na 11.ª posição, posto que lhe valeu cinco pontos. A corrida foi ganha pelo espanhol Marc Márquez (Honda). O piloto de Almada, a cumprir a sua primeira época na competição rainha do motociclismo, tinha ficado no 17.º posto há duas semanas, no Qatar, na corrida estreia.

O português cortou a meta a 25,855 segundos do vencedor, o espanhol Marc Márquez (Honda), mas a apenas 176 milésimos do 10.º, o espanhol Pol Espargaró, numa KTM oficial, e a 563 do nono, o irmão Aleix Espargaró, numa Aprilia.

O piloto natural de Almada foi também o segundo melhor dos quatro pilotos KTM em prova e bateu o espanhol Jorge Lorenzo (Honda), pentacampeão mundial nas várias categorias, que se ficou pela 12.ª posição, a quase dois segundos do português.

Com este resultado, Miguel Oliveira subiu ao 15.º lugar do campeonato, com cinco pontos, sendo já o segundo melhor estreante, a apenas três pontos do espanhol Joan Mir (Suzuki) e do italiano Fabio Quartararo (Yamaha).

O piloto português, que arrancou da 14.ª posição, chegou a perder um lugar na partida, mas à quinta volta já era 13.º colocado, pressionando os irmãos Espargaró durante o resto da corrida. Na última volta, assumiu o 11.º lugar graças a uma queda que deixou fora de prova o espanhol Maverick Viñales (Yamaha) e o italo-brasileiro Franco Morbidelli (Yamaha).

"Estou realmente satisfeito com esta corrida. É bom terminar nos pontos, que era o nosso objetivo quando viemos para a Argentina, depois de ter ficado tão perto na primeira corrida. Por isso, estou muito contente", disse o piloto português, citado pela assessoria de imprensa da sua equipa.

Agora, Oliveira terá "uma semana para descansar", de forma a regressar ao Texas, palco da próxima corrida, em 14 de abril. "Será mais uma pista que teremos de descobrir juntamente com a mota, mas estou muito satisfeito com a minha prestação na Argentina, sendo a segunda KTM, muito próximo do Pol [Espargaró]", observou.

Márquez, campeão em título, dominou a corrida desde o arranque, terminando com 41.43,688 minutos e 9,816 segundos de vantagem sobre o italiano Valentino Rossi (Yamaha) e 10,530 segundos para Andrea Dovizioso (Ducati), ultrapassado pelo veterano da Yamaha na última volta.

Com este resultado, Márquez assumiu a liderança do campeonato, com 45 pontos, com Dovizioso em segundo, com 41, e Valentino Rossi com 31.

Em Moto2, a vitória ficou nas mãos do italiano Lorenzo Baldassari, numa Kalex da Flexbox, enquanto em Moto3 ganhou o espanhol Jaume Masia, em KTM.

A próxima corrida do Mundial de motociclismo de velocidade é o Grande Prémio das Américas, em 14 de abril, nos Estados Unidos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG