Maradona sobre selecionador argentino Scaloni: "Que vá ao Mundial, mas o de motos"

Antigo astro argentino sugere para selecionador Tata Martino, que está mira da federação mexicana, e apelida Lionel Scaloni de muchacho

Pouco mais de uma semana depois de ter afirmado em entrevista à Marca que nem o novo técnico do Real Madrid, Santiago Solari, ou o novo selecionador argentino, Lionel Scaloni, vão durar muito tempo nos respetivos cargos, Diego Armando Maradona voltou à carga e sugeriu que o técnico da albiceleste fosse fazer concorrência a... Miguel Oliveira.

"Joguei com Tata Martino no Newell's Old Boys e é uma grande pessoa. Agora falam dele para a seleção mexicana e nós os argentinos temos o muchacho Lionel Scaloni, que não tem culpa de estar lá, mas o problema é que se acha treinador e quer ir ao Mundial. Pode ir, mas ao Mundial de motociclismo, de futebol não", afirmou, sugerindo o regresso do treinador que orientou a seleção entre 2014 e 2016 e que foi duplamente finalista vencido da Copa América, tendo perdido as finais de 2015 e 2016 para o Chile nas grandes penalidades.

"Não é fácil dirigir o México, será duro para Martino, mas na Argentina estamos tão mal que não aprendemos a nadar tendo César Luis Menotti, Ricardo Gareca, Gustavo Alfaro, Marcelo Gallardo e Guillermo Barros Schelotto. Temos um monte de bons treinos e está o Scaloni no cargo. Nós argentinos vivemos num mundo ao contrário", prosseguiu, ao seu estilo.

O antigo astro argentino continua em alta aos micrafones mas também nos bancos. A equipa da II Liga mexicana que orientada, o Dorados, venceu o Juárez por 2-0 na madrugada desta quuinta-feira, em jogo da 1.ª mão das meias-finais da liga de promoção, e ficou mais perto do título.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG