Maradona ataca Messi: "Vai 20 vezes à casa de banho antes de um jogo"

Ex-jogador e selecionador argentino diz que Messi não é um líder e que é preciso deixar de endeusar o jogador do Barcelona... que prefere jogar PlayStation a falar

Maradona foi muito crítico com Lionel Messi, numa entrevista a um canal de televisão mexicano, onde chegou a garantir que se fosse selecionador argentino, Messi não faria parte das suas escolhas. Tal como muitos adeptos da seleção das pampas, El Pibe é da opinião que o jogador do Barcelona não tem o mesmo rendimento na seleção celeste.

"Para mim é difícil falar de Messi. É inútil queremos fazer um líder de um homem que vai 20 vezes à casa de banho antes de um jogo. Não o vamos endeusar mais. Messi é Messi quando joga no Barcelona, e Messi é Messi jogando na Argentina", atirou, prosseguindo as críticas: [se fosse selecionador] não o convocaria. Mas nunca digo nunca. Há que tirar pressão a Messi, o rótulo de líder. Deixar Messi ser Messi. Depois, se o pudesse deixar jogar como eu queria, então sim chamava-o. Porque só há um Messi."

Para Maradona, um dos pecados de Messi na seleção é não fazer jus ao seu estatuto para se fazer ouvir: "Messi é um grande jogador, mas a verdade é que prefere jogar PlayStation do que falar."

O antigo campeão mundial pela Argentina referiu ainda que Jorge Sampaoli, antigo selecionador da Argentina despedido após o Mundial, não tinha categoria para o cargo. E que o futebol argentino "está cada vez mais fraco". "River Plate, Boca Juniors, San Lorenzo... bem podiam jogar no campeonato de El Salvador ou da Nicarágua. A Argentina não pode jogar hoje como uma Espanha ou uma Holanda", referiu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG