Luis Enrique anuncia a morte da sua filha de nove anos

O antigo selecionador espanhol tinha deixado o cargo a 19 de junho devido ao tumor ósseo de que sofria a sua filha Xana.

O antigo selecionador espanhol Luis Enrique anunciou esta quinta-feira, em comunicado, a morte da sua filha Xana, de nove anos, que lutava há cinco meses contra um tumor ósseo maligno (osteossarcoma).

No dia 26 de março, o treinador abandonou de forma repentina o estágio da seleção espanhola antes de um jogo com Malta e, quase três meses depois (19 de junho), anunciou a sua renúncia ao cargo através de uma carta em que não revelou os motivos que o levavam a tomar essa decisão.

Pois bem, foi agora conhecido o motivo por que Luis Enrique abandonou repentinamente a seleção espanhola, num comunicado em que agradece o apoio que recebeu.

Eis o comunicado na íntegra:

"A nossa filha Xana faleceu esta tarde aos nove anos de idade, depois de lutar durante cinco intensos meses contra um osteossarcoma. Agradecemos todas as mostras de carinho recebidas durante estes meses e agradecemos a discrição e compreensão.

Também agradecemos ao pessoal dos hospitais Sant Joan de Deu e Sant Pau pela dedicação e trato, aos médicos, enfermeiras e a todos os voluntários. Com uma menção especial para a equipa de cuidados paliativos de Sant Joan de Deu.

Sentiremos muito a tua falta mas vamos recordar-te todos os dias das nossas vidas com a esperança de que no futuro nos voltemos a encontrar. Serás a estrela que vai guiar a nossa família.

Descansa Xanita.

Família Martínez Cullell"

A notícia da morte da filha do antigo selecionador espanhol tem provocado inúmeras reações, com clubes e jogadores a solidarizarem-se com a família.

As manifestações de pêsames chegaram também de jogadores que trabalharam com Luis Henrique.

Exclusivos