Liverpool goleia Crystal Palace e pode ser campeão já esta quinta-feira

Reds podem garantir a conquista do título já esta quinta-feira, se o Manchester City não vencer no terreno do Chelsea

O líder Liverpool deu esta quarta-feira mais um passo rumo ao título de campeão inglês de futebol que lhe escapa há três décadas, ao golear por 4-0 na receção ao Crystal Palace, em jogo da 31.ª jornada da prova.

O líder inaugurou o marcador aos 23 minutos, num livre direto superiormente executado por Trent Alexander-Arnold, antes de o egípcio Mohamed Salah dilatar a vantagem dos reds em cima do intervalo, aos 44.

No segundo tempo, o brasileiro Fabinho, aos 55 minutos, e o senegalês Sadio Mané, aos 69, deram corpo à vitória, que deixou o Liverpool a dois pontos de resgatar um troféu que não vence desde 1990, quando era comandado pela lenda do clube Kenny Dalglish.

A formação orientada por Jürgen Klopp soma 86 pontos, mais 23 do que o segundo classificado, Manchester City, que na quinta-feira visita o terreno do Chelsea. Caso os citizens não vençam em Londres, os reds colocam fim a um jejum de três décadas.

O Manchester United venceu por esclarecedores 3-0 o Sheffield United, num encontro no qual o avançado gaulês Anthony Martial emergiu como principal figura dos red devils, ao assinar um hat-trick, aos sete, 44 e 74 minutos, e elevando para 14 o número de golos anotados na presente edição da Premier League.

O médio internacional português Bruno Fernandes voltou a ser aposta inicial do técnico Ole Gunnar Solskjaer nos red devils, tendo sido substituído aos 80 minutos.

Com o triunfo, o Manchester United mantém-se no quinto lugar, com 49 pontos, agora a dois de distância do Chelsea, que ocupa o quarto lugar, o último de acesso à Liga dos Campeões da próxima temporada.

Apesar de ter deixado para trás o Sheffield United, que soma 44 pontos, o United continua a partilhar o quinto posto com o Wolverhampton, uma vez que a equipa treinada pelo português Nuno Espírito Santo também venceu esta quinta-feira, por 1-0, na receção ao Bournemouth.

Uma cabeçada certeira do ex-avançado do Benfica Raúl Jiménez (15 golos na prova), aos 60 minutos, garantiu a vitória dos wolves, que contaram no onze titular com os internacionais portugueses Rui Patrício, Rúben Neves, João Moutinho e Diogo Jota, enquanto Daniel Podence e Pedro Neto foram lançados no segundo tempo.

Após quatro jogos sem vencer na Premier League, o Everton, com o médio internacional luso André Gomes de início, voltou aos triunfos, perante o lanterna-vermelha Norwich (1-0), graças a um golo do central Michael Keane, aos 55 minutos.

Já o Newcastle desperdiçou a oportunidade de somar a terceira vitória seguida, ao ceder um empate 1-1 na receção ao penúltimo colocado, Aston Villa. Dwight Gayle adiantou os magpies aos 68 minutos, só que os villans chegaram à igualdade aos 83, por intermédio do egípcio Ahmed Elmohamady.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG