Liverpool cai em Belgrado e Mónaco goleado em casa

Os vice-campeões europeus perderam com o Estrela Vermelha por 2-0, enquanto os monegascos foram humilhados pelo Brugge

O início da 4.ª jornada da Liga dos Campeões foi marcada pelas surpresas, nos dois jogos desta terça-feira que começaram mais cedo. É que Liverpool foi a Belgrado perder com o Estrela Vermelha por 2-0, enquanto o Mónaco foi goleado em casa pelo Club Brugge, por 4-0.

Mas vamos por partes. A visita dos vice-campeões europeus à Sérvia resultou num enorme trambolhão. O Estrela Vermelha, que já tinha arrancado um empate a zero na receção ao Nápoles, marcou dois golos de rajada (22 e 29 minutos) por Milan Pavkov, avançado de 24 anos que nunca tinha marcado nas competições da UEFA.

O Liverpool ficou praticamente no tapete. O treinador Jürgen Klopp ainda tentou mudar o rumo dos acontecimentos ao lançar Roberto Firmino na segunda parte, mas apesar do intenso domínio dos ingleses, a defesa do Estrela Vermelha foi dando conta do recado, arrancando um triunfo muito festejado.

Os sérvios somam agora quatro pontos no grupo C e mantêm-se na corrida pelo apuramento, uma vez que têm apenas menos dois pontos que o Liverpool, que pode perder a liderança dependendo do que acontecer no Nápoles-Paris Saint-Germain.

No Estádio Louis II, o Mónaco somou a terceira derrota no grupo A, mas desta vez uma goleada de 4-0 aos pés dos belgas Club Brugge. A humilhação começou logo aos 12 minutos com um golo de Hans Vanaken, que viria a bisar cinco minutos depois na transformação de um penálti.

Ainda antes do intervalo, Wesley fez o terceiro do Brugge, que fecharia a contagem aos 85 minutos por Ruud Vormer. Um triunfo que deixa os belgas bem encaminhados, pelo menos, para garantir a passagem à Liga Europa.

O Mónaco tem quase o adeus às provas europeias traçado, sendo que Thierry Henry está a ter um início de carreira de treinador principal para esquecer, pois em cinco jogos que já disputou não conseguiu vencer nenhum, contabilizando apenas dois empates: em casa com o Dijon para a Liga francesa e em Brugge para a Champions.

Foi uma terça-feira negra para os monegascos que antes da partida viram o presidente Dmitry Rybolovlev ser detido por suspeitas de corrupção.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG