Liga dos Campeões vai ter VAR a partir dos oitavos-de-final

Decisão foi tomada esta segunda-feira numa reunião do Comité Executivo da UEFA, em, Dublin. Organismo que regula o futebol europeu já tinha assumido a intenção de ter videoárbitro na Champions, mas apenas na próxima época

O Comité Executivo da UEFA decidiu esta segunda-feira, numa reunião em Dublin, que a Liga dos Campeões terá videoárbitro já esta época, a partir dos oitavos-de-final da competição, que começam já em fevereiro de 2019.

A decisão foi avançada pelo El País, que confirma assim informações avançadas em Inglaterra já no passado mês de novembro e que previam uma decisão para a reunião desta segunda-feira. Mais tarde, a UEFA confirmou a decisão. O presidente Aleksander Ceferin afirmou sobre a situação: "Estamos prontos para usar o VAR mais cedo do que planeávamos e estamos convencidos de que irá beneficiar as nossas competições, dar ajuda valiosa aos árbitros e diminuir as decisões incorretas".

O VAR será também utilizado na final da Liga Europa, na final four da Liga das Nações e no Europeu de sub-21, em Itália. A UEFA planeia ainda estender o uso da tecnologia ao Euro 2020, à Liga Europa, em 2020/2021, a partir da fase de grupos, e na edição de 2021 da fase final da Liga das Nações.

O presidente da UEFA, os esloveno Aleksander Ceferin, já tinha dito que estava "confiante para que o VAR fosse introduzido em agosto de 2019", ou seja, apenas na edição 2019/2020 da maior competição de clubes da Europa. No entanto, esta afirmação foi ainda antes do Mundial 2018, na Rússia, onde a tecnologia esteve presente e acabou por ter um bom desempenho.

Assim, os bons resultados do VAR no Mundial e a pressão por parte da Associação Europeia de Clubes, cuja principal cara é Adnrea Agnelli, presidente da Juventus, terá levado à antecipação da decisão. "Há uma forte vontade dos clubes de que o VAR seja utilizado nas provas da UEFA o mais rápido possível", afirmou Agnelli o mês passado.

Na presente edição da Liga dos Campeões já aconteceram vários erros que poderiam ter sido facilmente revertidos com recurso ao VAR. No último Manchester United-Valência, Fellaini, da equipa de José Mourinho, marcou um golo com a mão que ditou a eliminação da equipa espanhola. No final do encontro, o treinador dos espanhóis. Marcelino Toral, estranhou que "existindo VAR, não esteja presente numa competição tão importante".

Diz ainda o El País que entre 15 de outubro e 20 de novembro foram organizados três cursos a ver com o VAR, em Amesterdão, Madrid e Istambul.

O The Times afirmou também esta segunda-feira que deveria ser anunciada também a utilização do VAR na final four da Liga das Nações, onde Portugal estará presente, o que se veio a confirmar.

Notícia atualizada às 13:00, com a confirmação da UEFA e demais informações sobre a utilização do VAR.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG