Keizer e os três penáltis contra: "Nunca vi nada disto na minha vida. Fiquei espantado"

Sporting perdeu esta noite, em Alvalade, com o Rio Ave, por 3-2, em jogo da quarta jornada da I Liga.

Quando questionado pela Sport TV sobre os três penáltis contra Marcel Keizer, treinador do Sporting, afirmou: "Não tenho opinião, o árbitro decide, não temos de pensar nisso." Mais tarde, na Sporting TV referiu: "Nunca vi nada disto na minha vida. Fiquei espantado."

"Foi um jogo difícil. Na segunda parte, perdemos a bola rápido demais e sofremos demasiados contra-ataques. Não jogámos suficientemente bem. Podíamos ter criado mais chances", afirmou o técnico leonino, confessando que se seguem "dias difíceis" por causa da paragem para as seleções: "Durante dez dias vamos estar desfalcados. É muito tempo."

Sobre o mercado, possíveis reforços e eventual saída de Bruno Fernandes, Marcel Keizer afirmou: "Temos de esperar até segunda-feira. Esperemos que ele fique. Muitas coisas podem acontecer. Não estamos em posição de poder decidir. Resta-nos esperar. Quanto a possíveis reforços, todos estão a trabalhar para que venha mais um jogador."

Quando ainda estava 2-1 foi assobiado pelos adeptos. Que pensa dessa situação? "É normal que os adeptos não gostem do jogo quando perdemos. Reagiram, foi um jogo muito emocional, mas o responsável sou eu, é normal que me assobiem", respondeu.

Bruno Fernandes: " Para os outros ao mínimo toque é penálti"

Bruno Fernandes não gostou da arbitragem. "Não é normal. O que é normal é virem aqui e o Sporting ser desfavorecido. Para os outros ao mínimo toque é penálti e para o Sporting não há nada. Depois as supostas equipas pequenas queixam-se das arbitragens, hoje não se podem queixar, hoje podem sair satisfeitos daqui", disse na flash interview da Sport TV.

Acha que os lances não eram penálti? "Não faço ideia. Não revi as jogadas. Mas não falo só sobre as grandes penalidadess. A mentalidade do futebol português tem de mudar e muito. É por isto que lá fora não fazemos a diferença", respondeu o capitão leonino indo embora sem responder a questões da alegada ida para o Real Madrid.

Minutos depois, nas redes sociais, o capitão leonino manteve que João Pinheiro e seus pares não estiveram bem mas sublinhou que a formação verde e branca é a principal culpada do desaire. "Atenção, não coloquem palavras na minha boca que não foram ditas. Critiquei a arbitragem sim, acho que ouve erros da parte também e que tiveram influência direta no jogo. Mas atenção, perdemos o jogo por culpa própria principalmente e devíamos e devemos fazer muito mais do que fizemos neste jogo!", postou o médio.

Carlos Carvalhal: "Vencemos porque tenho jogadores com alma muito grande"

"Não tenho de analisar a arbitragem: cumpre-me analisar o jogo. Prometi que voltava ao futebol português para ser positivo. Não falei de arbitragens e não falarei", começou por dizer Carlos Carvalhal, treinador do Rio Ave, em declarações na flash interview da Sport TV.

"Ganhámos bem, tivemos mais posse de bola e fomos sempre uma equipa perigosa. Tínhamos a intenção de controlar o jogo com posse de bola, sabendo que o Sporting era perigoso e que tínhamos de anular o jogo entre linhas de Vietto e Bruno Fernandes.Houve um momento do jogo, aos 25/30 minutos, em que há um desfasamento. Os nossos avançados começaram a ficar desgastados e o Sporting encontrou espaço entre os avançados e a linha média. Em função da nossa descida, o Sporting fez cruzamentos e pôs-nos em dificuldades. Retificámos na segunda parte com o aperto das linhas, a tentar amassar o adversário com bola", resumiu.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG