José Mourinho: "Pertenço ao topo do futebol e é aqui que vou continuar"

Treinador diz que ainda é cedo para se afastar do futebol, considera que um dos maiores trabalhos da sua vida foi o segundo lugar no Manchester United em 2017-18 e elege o Inter Milão como a melhor equipa que treinou.

José Mourinho concedeu uma entrevista à cadeia de televisão BeIN SPORTS, onde está a exercer funções de comentador da Taça Asiática. O treinador passou em revista alguns momentos da carreira, falou do presente mas sem adiantar grandes pormenores sobre a saída do Manchester United (está sujeito a uma cláusula de confidencialidade) e até elegeu o melhor clube que já treinou.

O treinador natural de Setúbal deixou uma certeza: que está ainda para durar no futebol. "Quero treinar. Ainda sou novo para me afastar, apesar de estar no futebol há muito tempo. Vou fazer 56 anos dentro de algumas semanas e por isso ainda me considero novo para treinador. Eu pertenço ao topo do futebol, ao futebol de mais alto nível e é aqui que vou continuar", disse.

Mourinho foi questionado sobre a sua saída do Manchester United e em particular dos problemas que manteve com alguns jogadores, caso do internacional francês Paul Pogba. Mas respondeu diplomaticamente. "Às vezes comentamos coisas a que assistimos, mas não sabemos a realidade e as razões que estão por detrás. E isso é fundamental. Por exemplo, se eu considerar que um dos melhores trabalhos que realizei na minha foi o segundo lugar com o Manchester United na liga inglesa, vão achar-me maluco e dizer que este tipo é louco porque conquistou 25 títulos. Mas eu continuo a repetir isto porque as pessoas não sabem o que esteve por detrás. Por vezes, ao estarmos desde lado das câmaras a analisar as coisas, vemos as coisas de uma perspetiva diferente", analisou.

O técnico português, que passou por clubes como Benfica, FC Porto, Chelsea, Inter Milão, Real Madrid e Manchester United, não teve dúvidas na hora de eleger a melhor equipa que treinou: "Tenho de dizer que foi o Inter Milão. Ganhámos tudo, vencemos os campeões do mundo na altura, o Barcelona. Éramos imparáveis."